Plano formativo VISEU


actualizado 29/10/2020

Estamos a trabalhar no plano formativo para 2021


Clique aqui e ajude-nos com sugestões de cursos que integrem o Plano formativo do próximo ano. Preencha e envie-nos via email para: viseu@ugt.pt, para a nossa morada ou faça-nos uma visita.

Plano formativo LAMEGO


actualizado 29/10/2020

Estamos a trabalhar no plano formativo para 2021


Clique aqui e ajude-nos com sugestões de cursos que integrem o Plano formativo do próximo ano. Preencha e envie-nos via email para: ugtlamego@gmail.com, para a nossa morada ou faça-nos uma visita.

10º aniversário da UGT Viseu

“Hoje, dia 30 de maio, a UGTViseu faz 10 de idade. 

Não vai ser possível fazermos a comemoração prevista e merecida, fruto da situação pandémica em que vivemos.

Sendo o seu Presidente desde a sua fundação, tem sido para mim um orgulho e um gosto desempenhar essas funções.

Assumo também que tenho um orgulho e um sentimento de dever cumprido, em todo o trabalho desenvolvido na construção diária desta grande estrutura sindical, sempre com a permanente colaboração, apoio e solidariedades, de todos os meus colegas dirigentes, sem exceção, que comigo trabalharam nestes 10 anos.

Um enorme agradecimento também a todos os dirigentes nacionais da UGT, que  desempenharam um papel ímpar, ao proporcionarem todas as condições para que atingíssemos a dimensão que hoje temos. 

Por razões bem fundamentadas, gostaria de personalizar o agradecimento anterior, por merecimento próprio, no grande amigo da UGTViseu e meu amigo pessoal também, Carlos Silva, Secretário Geral da Central.

Um forte abraço sindical a todos os trabalhadores do distrito de Viseu, com o compromisso de que continuaremos a defendê-los, lutando pela dignificação do trabalho e proporcionando-lhes uma qualificação profissional de reconhecida qualidade e credibilidade, e isto PORQUE OS TRABALHADORES MERECEM.”

 

O Presidente da UGTViseu       

         Manuel Teodósio

 

“Uma década de trabalho e responsabilidade para a melhoria das condições de vida para os trabalhadores e suas famílias no distrito de Viseu.

Parabéns.”

 

O Secretário-geral da UGT       

           Carlos Silva

 

” 30 de maio de 2020 é a data em que a UGT/VISEU comemora o décimo aniversário da abertura das suas instalações nesta cidade. Parabéns a todos os que se envolveram neste projecto, disponibilizando, assim, a todos os trabalhadores da região o acesso a um sindicalismo livre e democrático. 

Hoje, a UGT/VISEU oferece uma vasta gama de apoios e serviços, com destaque para a formação. 

Tudo porque os trabalhadores merecem

Parabéns. “

 

O Presidente do Congresso e da Mesa do C.G. da UGTVIseu   

                              António Alexandre

 

“A U.G.T.- VISEU somos todos nós, a nossa união é jovem, mas já tem muitas realizações, marcamos uma nova era, é essa energia que nos impulsiona, estamos conscientes que o nosso foco tem sido sempre de fazer o nosso melhor, é com fé e esperança que agora devemos olhar para o futuro.”

 

O Presidente do Conselho Fiscalizador de Contas                 

                                  Victor Alves

 

“Já são 10 anos de muito empenho, e nestes tempos difíceis que atravessamos, vamos fazer ainda mais e melhor pelos trabalhadores e pelo sindicalismo.Parabéns UGT Viseu.,

Porque os trabalhadores merecem.”

 

O Vice-Presidente da UGTViseu   

       José Nuno Lapa Nápoles 

 

“10 anos de trabalho para uma instituição é trabalho digno de realce. Mas quando são os seus primeiros dez anos de vida é um empreendimento de monta e de muita responsabilidade. Em dez anos a UGT-Viseu ganhou uma dimensão invejável… mas só conseguida com aquilo que nunca ninguém inveja: trabalho e dedicação… muitas… bastas… vezes em prejuízo da própria vida familiar.
A UGT-Viseu tem um rosto. Por isso também o meu obrigado como dirigente da UGT, o meu obrigado como sindicalista e os meus parabéns como amigo a esse rosto – o rosto é o do Manuel Teodósio.
Um grande abraço,”

 

Secretário Geral Adjunto       

  José Manuel Cordeiro

UGT solidária em momentos de crise também em Lamego

A UGT Viseu distribuiu viseiras à Delegação da Cruz Vermelha de Lamego, ao Lar do Centro Social e Paroquial de Penude, à AGIR-Associação de Gerações Invocação e Requalificação de Lamego, ao Centro Diocesano de Promoção Social de Lamego e ao Lar Social e Cultural da Paróquia de Ferreirim. O nosso bem Haja a todos!
.
.

UGT solidária em momentos de crise

A UGT Portugal doou 5000 viseiras aos profissionais de saúde que estão na linha da frente no combate à pandemia da Covid-19.
A Unidade de Cuidados Continuados da Associação “ACREDITA”, a Unidade de Cuidados Continuados de Farminhão”, a Cruz Vermelha de Silgueiros, o Lar da ACRS de Pascoal, o Lar da Confraria Santa Eulália de Repeses, a Cáritas Diocesana de Viseu, a Cruz Vermelha de Viseu, o Lar Viscondessa de São Caetano da Misericórdia de Viseu e o Lar da Fundação Mariana Seixas em Ranhados foram as instituições que contaram com a nossa ajuda. Bem haja!
O trabalho digno significa trabalho com qualidade, com adequada proteção social e que garanta meios de subsistência justos aos trabalhadores e suas famílias. Mas significa igualmente melhores perspetivas de realização pessoal, de integração social e de uma efetiva igualdade de oportunidades, o que só é alcançável por via de um efetivo reforço e de elevados níveis de diálogo social.A UGTViseu assume-se como um promotor, ao nível distrital, das grandes linhas orientadoras da UGT e do movimento sindical internacional em relação ao trabalho digno.
Nesse contexto, o combate à precariedade do emprego, o reforço dos níveis de qualificação, um mercado de trabalho mais inclusivo, politicas sociais mais ajustadas, instituições mais participadas e efetivas são questões prioritárias para a UGTViseu .
O distrito de Viseu confronta-se com problemas em tudo semelhantes aos do País, mas debate-se também com aqueles que lhe são específicos, atendendo nomeadamente ao tecido empresarial e às características da sua população. Com efeito, o emprego e o número de empresas estão fortemente concentrados em sectores como o Comércio, a Construção e a Indústrias transformadoras, colocando desafios quer em termos de precariedade de emprego, quer de forte perda do emprego na área industrial.
O distrito confronta-se ainda com um nível muito elevado de desemprego entre a população jovem com elevados níveis de habilitações, ainda que nem sempre de qualificações e competências profissionais, e para os quais há que encontrar as adequadas vias para garantir uma integração profissional de qualidade.
Mais, o distrito de Viseu apresenta assimetrias significativas entre os seus vários concelhos aos níveis do tecido empresarial, emprego e desemprego.
<div id="fb-root"></div> <script>(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.5&appId=172982442756275"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));</script>