Plano formativo para 2022 – VISEU

 

 

 

atualizado 20 de junho de 2022

MÊSCÓDIGODESIGNAÇÃO DO CURSOPANFLETODETALHEHORASHORÁRIODIAS DA SEMANAINICIOFIM
 
SETEMBRO7229Gestão do Stress do Profissional
2519h30 – 22h30 2ª | 4ª12/09/202203/10/2022
6579Cuidados na saúde mental
259h00 – 12h00 2ª a 6ª19/09/202229/09/2022
9220Gestão de Conteúdos Digitais
2519h30 – 22h30 2ª | 4ª19/09/202219/10/2022
6959Língua Espanhola – informações acerca da vida quotidiana, compras e serviços e locais de interesse turístico
5019h30 – 22h30 2ª | 4ª19/09/202216/11/2022
9988Noções básicas de primeiros socorros
2519h30 – 22h30 2ª | 6ª | sab22/09/202208/10/2022
9288Câmara fotográfica/fotografia com equipamento digital
259h00 – 12h00 2ª a 6ª26/09/202217/10/2022
6957Língua Inglesa – informações acerca da vida quotidiana, compras e serviços e locais de interesse turístico
5019h30 – 22h30 2ª | 4ª26/09/202221/11/2022
OUTUBRO6901Língua Italiana – comunicação administrativa
5019h30 – 22h30 2ª | 4ª03/10/202228/11/2022
0778Folha de Cálculo
5019h30 – 22h30 2ª | 4ª03/10/202228/11/2022
8622Coaching e Comunicação
2519h30 – 22h30 3ª | 5ª18/10/202215/11/2022
0404Organização Pessoal e Gestão do Tempo
2519h30 – 22h30 3ª | 5ª18/10/202215/11/2022
6576Cuidados na saúde do idoso
509h00 – 12h00 2ª a 6ª18/10/202209/11/2022
10653Literatura para a Infância e Juventude
259h00 – 12h00 2ª a 6ª19/10/202228/10/2022
 
Ofertas de Trabalho

 

 

 

 
Plano formativo para 2022 – LAMEGO

 

 

 

Faça já a sua PRÉ-INSCRIÇÃO e assegure a sua vaga para as próximas formações a abrir:
Clique aqui, para fazer o download do documento, preencha e envie-nos via email para ugtlamego@gmail.com, para a nossa morada ou faça-nos uma visita.

UGT solidária em momentos de crise também em Lamego

A UGT Viseu distribuiu viseiras à Delegação da Cruz Vermelha de Lamego, ao Lar do Centro Social e Paroquial de Penude, à AGIR-Associação de Gerações Invocação e Requalificação de Lamego, ao Centro Diocesano de Promoção Social de Lamego e ao Lar Social e Cultural da Paróquia de Ferreirim. O nosso bem Haja a todos!

 

UGT solidária em momentos de crise

A UGT Portugal doou 5000 viseiras aos profissionais de saúde que estão na linha da frente no combate à pandemia da Covid-19.
A Unidade de Cuidados Continuados da Associação “ACREDITA”, a Unidade de Cuidados Continuados de Farminhão”, a Cruz Vermelha de Silgueiros, o Lar da ACRS de Pascoal, o Lar da Confraria Santa Eulália de Repeses, a Cáritas Diocesana de Viseu, a Cruz Vermelha de Viseu, o Lar Viscondessa de São Caetano da Misericórdia de Viseu e o Lar da Fundação Mariana Seixas em Ranhados foram as instituições que contaram com a nossa ajuda. Bem haja!

 

O trabalho digno significa trabalho com qualidade, com adequada proteção social e que garanta meios de subsistência justos aos trabalhadores e suas famílias. Mas significa igualmente melhores perspetivas de realização pessoal, de integração social e de uma efetiva igualdade de oportunidades, o que só é alcançável por via de um efetivo reforço e de elevados níveis de diálogo social.A UGTViseu assume-se como um promotor, ao nível distrital, das grandes linhas orientadoras da UGT e do movimento sindical internacional em relação ao trabalho digno.
Nesse contexto, o combate à precariedade do emprego, o reforço dos níveis de qualificação, um mercado de trabalho mais inclusivo, politicas sociais mais ajustadas, instituições mais participadas e efetivas são questões prioritárias para a UGTViseu .
O distrito de Viseu confronta-se com problemas em tudo semelhantes aos do País, mas debate-se também com aqueles que lhe são específicos, atendendo nomeadamente ao tecido empresarial e às características da sua população. Com efeito, o emprego e o número de empresas estão fortemente concentrados em sectores como o Comércio, a Construção e a Indústrias transformadoras, colocando desafios quer em termos de precariedade de emprego, quer de forte perda do emprego na área industrial.
O distrito confronta-se ainda com um nível muito elevado de desemprego entre a população jovem com elevados níveis de habilitações, ainda que nem sempre de qualificações e competências profissionais, e para os quais há que encontrar as adequadas vias para garantir uma integração profissional de qualidade.
Mais, o distrito de Viseu apresenta assimetrias significativas entre os seus vários concelhos aos níveis do tecido empresarial, emprego e desemprego.